Microsoft Explorer Touch Mouse

Microsoft Explorer Touch Mouse
Review
Compartilhe

Review do mouse da Microsoft com rolagem feita em superfície de toque, sem mais aquela rodinha mecânica que desgasta com o tempo.

Primeira impressão

O mouse chama a atenção, o acabamento é em black piano, muito bonito e a superfície de toque no centro, no lugar da tradicional rodinha, da um ar mais moderno e de maior durabilidade por conter menos partes mecânicas envolvidas.

Funcionalidades

Performance

Microsoft Explorer Touch Mouse

Duas baterias e slot para o receptor.

A tecnologia BlueTrack usada pelo mouse permite utiliza-lo em quase qualquer superfície, com exceção de vidro transparentes ou espelhados. Porém no meu teste eu estou em uma mesa de MDF com acabamento branco onde nenhum mouse costuma funcionar e mesmo assim foi possível utiliza-lo, ele demonstrou poucas falhas sobre este tipo de superfície. Mesmo assim seria aconselhável o uso de um mouse pad, mas eu detesto isso.

Ele utiliza duas baterias AA e sua duração mencionada no site da Microsoft é de 18 meses, mas claro devemos esperar uma duração em torno de 6 meses no máximo, com uso diário de 8 horas. Ainda assim esta ótimo! Somente o peso das duas baterias pode incomodar algumas pessoas acostumadas com mouse leves, porém isto é apenas uma questão de adaptação.

Rolagem Touch

Microsoft Explorer Touch Mouse

Superfície de rolagem um pouco aderente.

A superfície de rolagem é o ponto chave deste mouse, só o fato de não haver uma rodinha mecânica que com o tempo acaba ficando menos precisa e gerando incômodos durante o uso como clicks a mais e rolagem falhando já valeria a compra. Ela ainda responde ao tato, ao rolar a página você sente na ponta do dedo aquela mesma sensação que sente ao rolar a rodinha de um mouse, só achei isto um acréscimo irrelevante, é apenas engraçadinho. Mas diferente do que eu esperava, a superfície de rolagem não se compara nem de perto a um trackpad que usamos normalmente em notebooks.

Em meus testes ela se demonstrou pouco precisa, algumas rolagens falhavam quando o dedo estava mais perto do canto da superfície e não ao centro dela e rolagens mais lentas não ofereciam um retorno suave na tela pois o software não possui recurso para suavizar a rolagem, mesmo tentando ajustar a velocidade da rolagem e habilitando ou não a rolagem acelerada, nem assim consegui obter um resultado satisfatório. Em resumo, ela se comporta exatamente igual a rodinha mecânica de um mouse. Mas deveria ser melhor, bem melhor!

Outro ponto falho aqui é que o material de que é feita a superfície de rolagem é um plástico com um tratamento inferior a um trackpad de notebook ao meu ver, isto fez com que meu dedo indicador não deslizasse suavemente pela superfície, principalmente ao rolar para frente.

Ergonomia

Microsoft Explorer Touch Mouse

Rolagem gera desconforto em longo período de uso.

As laterais do mouse são feitas com borracha, isso da uma melhor aderência ao levanta-lo. Ele não chega a ser do tipo compacto mas a mão não se encaixa confortavelmente como em outro mouse wireless da Microsoft que tenho. A rolagem sendo nesta superfície de toque também parece não ter colaborado porque para obter um bom resultado de uso, minha mão ficava a maior parte do tempo suspensa no mouse e não descansando sobre ele, somasse aqui o fato da superfície não deslizar suavemente o dedo ao rolar e com o uso prolongado durante o dia, meu dedo indicador e minha mão começavam a sentir cansaço.

Conclusão

Prós

  • Para uso doméstico funciona bem;
  • Botões são personalizáveis para cada aplicativo;
  • Funciona em quase qualquer superfície;
  • Receptor é minúsculo e fica guardado no mouse;
  • Parece ter boa duração da bateria como outros mouses da Microsoft.

Contras

  • Pouca ergonomia;
  • Superfície de rolagem não é lisa o suficiente;
  • O dedo indicador cansa rápido rolando páginas;
  • Não aconselhável para uso profissional.
24 08 2013

Comentários

comments powered by Disqus